Sexta, 07 de Agosto de 2020
63 9 8473 3732
Polícia Apreensão de Peixes

Operação Cota Zero resulta na apreensão de mais de 100 quilos de peixes

Ação foi realizada paralelamente em quatro municípios, quando equipes de fiscalização do Naturatins e Polícia Militar Ambiental apreenderam também um jacaré abatido, caixas térmicas para transporte ilegal de pescado, redes, armas de fogo, boias e anzóis

08/07/2020 08h25 Atualizada há 4 semanas
362
Por: Redacão Fonte: Wanja Nóbrega
Operação Cota Zero resulta na apreensão de mais de 100 quilos de peixes

Quase R$ 7 mil em multas, autos de infração, termos de apreensão, termos de doação de pescado, mais de 100 quilos de peixes apreendidos e flagrante de um jacaré abatido. Esse foi o resultado da Operação Cota Zero, realizada pelo Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) e o Destacamento da Polícia Militar Ambiental, no município de Monte Santo, na região central do Estado.

A Operação de fiscalização foi realizada no último dia 5, por meio de blitzen fixas e móveis, no povoado conhecido como Café da Roça e na entrada do município, ponto de passagem obrigatório de veículos oriundos dos rios Araguaia, Coco e Caiapó, bem como das praias, acampamentos e projetos de assentamentos da região.

A Operação Cota Zero faz parte das ações contínuas de fiscalização realizadas na região como forma de prevenir e coibir crimes contra a fauna, especialmente em relação à pesca predatória no rio Araguaia e seus afluentes e, ainda, no transporte irregular de pescado.

 “Vale lembrar que a Portaria 106/2019 do Naturatins, em vigor até 2022, proíbe o transporte de qualquer quantidade de pescado e limita o consumo de peixe no local da pesca a 5 quilos, desde que a pesca tenha sido praticada por pescador devidamente licenciado”, ressalta o gerente de fiscalização ambiental do Naturatins, Amarildo Pereira dos Santos.

Durante a ação, foram apreendidos 101 quilos de peixes de várias espécies, como tucunaré e piau, um jacaré abatido e caixas térmicas para transporte. O peixe apreendido foi doado para moradores das comunidades da região. Um total de R$ 6.720 foi aplicado em multas aos infratores. Como a caça e consumo de carne de jacaré é ilegal, foi feito um termo de inutilização do produto, que foi incinerado em seguida. 

Pedro Afonso

Paralelamente, agentes do Naturatins e da Polícia Militar Ambiental também realizaram operação de fiscalização para garantir o cumprimento da Cota Zero e coibir crimes ambientes. Dessa vez, o alvo da operação foi rio Tocantins e suas margens, nos municípios de Pedro Afonso, Rios dos Bois e Tabocão. Na região, a equipe atendeu a denúncias anônimas de que havia prática de pesca predatória e caça ilegal.

Com agentes por terra e água, a Operação resultou em um auto de infração, com aplicação de multa no valor de R$ 1.500, além de apreensão de duas espingardas que seriam utilizadas em caçadas, além de quatro mil metros de redes de pesca de diversas malhas, cem boias e cinco anzóis.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.