Quinta, 26 de Novembro de 2020 17:52
63 9 8473 3732
Política Fake News

Juíza Eleitoral determina que fake news sobre candidato à reeleição em Peixe Zé Augusto seja retirada do ar

O trecho em questão trata-se da fala de um “advogado especialista” que disse que Zé Augusto correria o risco de não tomar posse se fosse reeleito prefeito de Peixe.

31/10/2020 18h41 Atualizada há 4 semanas
946
Por: Redacão
Juíza Eleitoral determina que fake news sobre candidato à reeleição em Peixe Zé Augusto seja retirada do ar

Em decisão divulgada nessa sexta-feira, 30, a juíza da 2ª Zona Eleitoral, Ana Paula Araújo Aires Toríbio, determinou que o responsável pelo site Tocanotícias, José F. A. Araújo, faça a remoção, num prazo de 24 horas, do trecho de uma matéria que promoveu inverdades sobre a campanha do candidato à reeleição, Zé Augusto (DEM).

O trecho em questão trata-se da fala de um “advogado especialista” que disse que Zé Augusto correria o risco de não tomar posse se fosse reeleito prefeito de Peixe. Ocorre que o suposto “profissional” entrevistado para a matéria não possui registro no Cadastro Nacional de Advogados da OAB.

Em sua decisão, a juíza Ana Paula Araújo Aires Toríbio também determinou que Karin Rossana Bortoluzzi Morais, esposa do candidato a vice-prefeito Fransérgio da Portal (MDB), se abstenha, imediatamente, de veicular novas publicações com o teor impugnado (site Tocanotícias) em suas redes sociais.

Caso não cumpram a decisão, tanto o responsável pelo site como a esposa do candidato a vice-prefeito terão que pagar multa diária de R$ 1 mil e vão incorrer no crime de desobediência.

Nova Representação

O jurídico de Zé Augusto voltou a acionar a justiça neste sábado, 31, agora contra Joabas Rodrigues Arruda, Alex Campos da Luz, Helder Henrique Pinto, Márcia Ferreira da Silva, e Apolínário Dias dos Reis, para que removam conteúdos inverídicos e ofensivos de suas redes sociais (WhattsApp, Facebook, Instagran, Twitter), bem como dos grupos de WhatsApp, no prazo de 24 horas, sob pena de aplicação de multa diária.

Conforme a representação, Joabas Rodrigues Arruda “elaborou e publicou em sua rede social (WhatsApp), mediante grupos, [..], composto por inúmeras pessoas, postagem com a imagem do representante [Zé Augusto], sua esposa, e outras autoridade/apoiadores, e música cujo conteúdo resulta em mensagem completamente depreciativa e ofensiva ao representante, afirmando que os presentes na fotografia consistem em “ladrões””.

Já Alex Campos da Luz foi identificado como dono do número de telefone que também fez postagem do vídeo elaborado por Joabas Rodrigues Arruda no grupo “Px sem censura”. Os três últimos representados [Helder Henrique Pinto, Márcia Ferreira da Silva, e Apolínário Dias dos Reis], são administradores do grupo do WhatsApp “Px sem censura”.

Mais fakes news

Quanto mais cresce nas pesquisas, mais os adversários de Zé Augusto espalham notícias falsas. Neste sábado, 31, o candidato à reeleição desmentiu um vídeo postado nas redes sociais de um candidato opositor que disseminava fake news.

“Minha boa gente de Peixe, estou aqui na Vila São Miguel, fazendo minhas visitas, tive que suspender um pouco as andanças e me expressar aos senhores, em razão de um vídeo e de algumas fotos que estão sendo postadas pelo nosso adversário Wilton Maia [PT], relativa a uma máquina lá na região do Tucuns supostamente abandonada pelo município. Quero esclarecer que essa máquina nunca foi de propriedade do município, ela era de um particular, e há mais de 15 anos está abandonada naquele local”, afirmou Zé Augusto.

O candidato à reeleição prosseguiu sugerindo que Wilton Maia, antes de fazer novas publicações com ataques, verifique a veracidade dos fatos. “Tenho certeza que, a partir desse momento, o senhor irá, no mínimo, retirar das suas redes sociais essa postagem inverídica, que configura mais uma fake news”, concluiu.

O fato acabou gerando mais uma representação contra Fake News, protocolada na tarde deste sábado, 31.

Veja a Decisão clicando aqui

Representação Zé Augusto Fake News

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.