Domingo, 28 de Fevereiro de 2021 15:28
63 9 8473 3732
Geral Unidade Penal

Custodiados da Unidade Penal de Formoso do Araguaia trabalham na restauração de mobiliários em escola municipal

160 móveis entre cadeira, mesas e armários já foram restaurados utilizando a mão de obra de sete custodiados.

16/02/2021 12h43
78
Por: Redacão Fonte: Redação
Custodiados da Unidade Penal de Formoso do Araguaia trabalham na restauração de mobiliários em escola municipal

Estendendo as ações do Programa Novo Tempo desenvolvido pela Superintendência de Administração dos Sistemas Penitenciário e Prisional da Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju), executado por meio da Gerência de Reintegração Social, Trabalho e Renda ao Preso e Egresso, a Unidade Penal de Formoso do Araguaia trabalha na restauração de mobiliário em escolas e creches do município utilizando a mão de obra prisional.

A ação iniciada há uma semana no Colégio Municipal Dom Alano já restaurou mais de 160 móveis entre cadeiras, mesas e armários utilizando a mão de obra de sete custodiados. A intenção é que mais restaurações sejam feitas após finalizado o trabalho, dessa vez em uma creche do município.

De acordo com o superintendente de Administração dos Sistemas Penitenciário e Prisional da Seciju, Orleanes Alves, essa é mais uma ação que envolve a gestão municipalista. “A atual gestão prima pela profissionalização e pelo trabalho de pessoas privadas de liberdade com foco na reintegração social. Com isso, a Pasta coloca à disposição dos municípios a mão de obra carcerária que tem muito a contribuir com a sociedade”, ressaltou o gestor.

Mais ações

“A unidade já tem um termo de cooperação assinado com a prefeitura para a produção de artefatos de concreto e agora segue com a utilização da mão de obra carcerária nas escolas do Município. Um trabalho gratificante ao nosso ver por cooperar para um ambiente melhor para os estudantes locais”, destacou o diretor da Unidade Penal, Miller Azevedo.

O custodiado R. M. C, que trabalha nas restaurações, fala da satisfação de ajudar e aprender um ofício. ”Participar desse projeto foi muito significante, sendo uma forma de nos reintegrar à sociedade e também para podermos remir a pena, sem falar no aprendizado para levarmos depois que saímos”, disse.  

A diretora do Colégio Municipal Dom Alano, Elaine de Aquino, falou da importância do trabalho para custodiados e reforçou a parceria. “A Unidade de Formoso do Araguaia tem feito um trabalho de excelência com os detentos, aproveitando as habilidades de cada um e isso é de suma importância para a ressocialização deles e acreditando nessa visão, propusemos a parceria. Somando também os benefícios éticos que o trabalho, por si só gera no homem, além da situação econômica na qual estamos vivendo e precisamos pensar alternativas que gere menos gastos”, reforçou a diretora.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.