Quarta, 03 de Junho de 2020
63 9 8473 3732
Saúde Em Peixe

Prefeitura de Peixe adquire Hidroxicloroquina manipulada para garantir que pacientes tenham acesso ao medicamento

. O medicamento estará disponível para ser utilizado em parceria com Azitromicina e Clexane no tratamento de possíveis casos de Covid-19 na cidade

20/05/2020 18h29
260
Por: Redacão Fonte: Da Assessoria
Prefeitura de Peixe adquire Hidroxicloroquina manipulada para garantir que pacientes tenham acesso ao medicamento

O prefeito de Peixe, José Augusto Bezerra, anunciou nesta quarta-feira, 20, que a Secretaria Municipal da Saúde vai incluir a Hidroxicloroquina como uma das formas de tratamento para o coronavírus no hospital municipal e rede básica de saúde. No entanto, reforçou que o uso da substância só está autorizado quando houver prescrição do médico e desde que o uso seja autorizado formalmente pelo paciente ou por sua família.

“O medicamento está em falta nas farmácias e distribuidoras, por isso, determinei a manipulação da Hidroxicloroquina. O medicamento estará disponível para ser utilizado em parceria com Azitromicina e Clexane no tratamento de possíveis casos de Covid-19 na cidade, havendo prescrição do médico e a concordância do paciente”, ressaltou o prefeito.

A medida atende o novo protocolo elaborado pelo Ministério da Saúde.

Até o momento não há nenhum caso confirmado de Covid-19 no município, que está trabalhando diuturnamente em ações preventivas, com instalação de barreira sanitária, adoção do uso obrigatório de máscaras e restrições rígidas para funcionamento do comércio.

 

Orientação do Conselho de Medicina

Na visão do Conselho Federal de Medicina, o medicamento pode ser utilizado em três hipóteses: no caso de paciente com sintomas leves, em início de quadro clínico, em que tenham sido descartadas outras viroses (como influenza, H1N1, dengue) e exista diagnóstico confirmado de COVID 19; a segunda hipótese é em paciente com sintomas importantes, mas ainda sem necessidade de cuidados intensivos, com ou sem recomendação de internação; e o terceiro cenário possível é em paciente crítico recebendo cuidados intensivos, incluindo ventilação mecânica.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.